Doenças psicossomáticas: será o meu caso?

Doenças psicossomáticas: será o meu caso?

Você é o tipo de pessoa que vive preocupada com o que vai acontecer? Ou que está sempre estressada com as situações cotidianas? 

Então, preste atenção: você pode estar desenvolvendo uma doença psicossomática, que é uma consequência dos sintomas da mente se manifestando em doenças físicas. 

Mas o que é exatamente uma doença psicossomática? Como elas aparecem? De que forma o estresse ou preocupações do dia a dia podem se tornar uma doença física? 

Para responder a estas e outras questões, resolvemos trazer esse texto para mostrar as causas e consequências das doenças psicossomáticas, bem como o que pode evitá-las, para você alcançar a vida feliz que sempre quis.

Desejamos uma excelente leitura!

O que é uma doença psicossomática

As doenças psicossomáticas são aquelas em que há a somatização de problemas na esfera mental, indo para a esfera física. É quando nem a nossa mente, nem o nosso corpo estão saudáveis e em pleno funcionamento, pois começam a dar sinais de alerta físicos sobre essa condição.

Esses tipos de doenças estão, primeiramente, relacionados às nossas emoções. Quando sentimos alguma emoção negativa e a internalizamos, o nosso corpo e a nossa mente entram em desequilíbrio.

Uma doença psicossomática tem origem na nossa mente da seguinte forma: pensamentos geram sentimentos, que por sua vez geram emoções e, por fim, estabelecem comportamentos.

Se os pensamentos, sentimentos, emoções e comportamentos não estiverem alinhados com seus objetivos cotidianos, você acaba entrando em um looping angustiante de sofrimento por medo do que vai acontecer ou por não estar conseguindo o que quer.

Quando essa angústia se torna uma doença física, é um dos maiores sinais (de todos os que o corpo já deu anteriormente) de pedido de socorro da sua essência.

Portanto, fique atento (a) à sintomas físicos e repare se eles surgem, coincidentemente, quando alguma situação cotidiana aparece, como a semana de uma apresentação em público na faculdade, pressão e prazos apertados no trabalho, conflitos no relacionamento amoroso, algum evento impactante, ansiedade ou tristeza profunda.

Exemplos de doenças psicossomáticas

A doença psicossomática pode acontecer de diferentes formas. Muitas pessoas não imaginam que a possui. Mas, como esse cenário só acontece com a soma de problemas emocionais, acaba sendo algo muito comum, especialmente nos dias atuais.

Podemos perceber, claramente, que vivemos em um mundo acelerado, tendo que dar conta de uma avalanche de informações. Estamos falando desde notícias ruins, a vida aparentemente perfeita de um colega.

Por vivermos sobrecarregados por tantas informações ao mesmo tempo, ainda mais de informações desagradáveis, nosso corpo pode responder de forma negativa, de acordo com os nossos sintomas emocionais. 

Alguns exemplos de manifestações físicas no estágio inicial das doenças psicossomáticas, são:

Algumas doenças que podem estar por trás desses sintomas

Como tratar uma doença psicossomática

O uso de medicamentos para aliviar os sintomas físicos gerados pela doença psicossomática funcionam, mas são métodos paliativos. Eles não estão curando o foco do problema, que são as suas emoções. 

O ideal é se consultar com médicos especialistas para averiguar os sintomas físicos e os sintomas emocionais, entendendo na raiz o que levou ao estágio de somatização dos problemas. 

É ir a fundo mesmo. Até seus pensamentos impactam diretamente nos sentimentos. Se há um pensamento ruim, a consequência é um sentimento ruim, que pode gerar angústias e dores físicas.

Por outro lado, se a sua mente produzir pensamentos bons, mesmo em situações adversas, você irá colher sentimentos positivos e o seu corpo também funcionará melhor.

E a melhor forma de estar com mente e corpo alinhados e equilibrados é por meio da inteligência emocional, uma mudança de mentalidade que reorganiza os pensamentos, sentimentos e comportamentos. 

Atitudes positivas levam à realização de sonhos, pois há a motivação e a energia necessária, tanto no corpo, quanto na mente, para correr atrás dos objetivos. 

Por isso, fortalecer a inteligência emocional ajuda a sanar quadros como as doenças psicossomáticas, ou até evitar que elas aconteçam, equilibrando corpo e mente. 

Considerações finais

As doenças psicossomáticas somatizam os problemas existentes na nossa mente, para sintomas físicos em nosso corpo. 

É quando sentimos alguma, ou muitas emoções negativas, e as internalizamos, fazendo com que o nosso corpo e a nossa mente entrem em desequilíbrio. 

A propensão é de uma pessoa sofrer com males, como gastrite e falta de ar, podendo evoluir para condições mais graves, como úlcera e câncer. 

Por isso, deve-se prestar muita atenção ao que se pensa e ao que se sente. Ter controle dos próprios pensamentos e sentimentos é saber passar tanto pelos momentos bons, quanto pelos ruins. Esse controle é chamado de inteligência emocional.

Saber controlar as emoções ajuda a sanar a raiz do problema, podendo evitar, inclusive, o surgimento de doenças psicossomáticas. É uma mudança significativa de vida. 

Se você ainda tiver dúvidas sobre os sintomas emocionais que somatizam as doenças psicossomáticas, entre em contato conosco agora mesmo. 

Nós, da EBPNL, somos uma escola de profissionais multidisciplinares, prontos para te ajudar a conquistar a vida que sempre sonhou e de forma definitiva.

Autor: Michael Ribeiro
Publicado há 1 mês

mail_outline
A gente notifica você sempre que tivermos novidades. Deixe seu nome e e-mail.