Zona de Conforto: você pode estar nela mesmo vivendo no caos

Zona de Conforto: você pode estar nela mesmo vivendo no caos

A falta de desafios na vida é o principal motor para se cair na zona de conforto. Este lugar obscuro impede o crescimento pessoal e profissional de qualquer pessoa, porque é um local de estagnação total. 

Só que mesmo as pessoas mais atarefadas podem ter caído na zona de conforto, sem se darem conta disso. A zona de conforto é mais do que uma preguiça de fazer as coisas, mas sim, a ausência de propósito.

Para entender melhor sobre o assunto e identificar se você se encontra na zona de conforto em alguma área da sua vida, preparamos esse texto que vai te ajudar.

E já avisamos: não acredite que viver na zona de conforto é algo cômodo e seguro. É extremamente prejudicial para o seu desenvolvimento. Explicaremos as razões ao longo do texto, acompanhe.

Desejamos que tenha uma excelente leitura!

O que é a zona de conforto?

Muitas pessoas acreditam que zona de conforto é quando você tem preguiça de fazer coisas que são necessárias, como uma tarefa no trabalho ou arrumar o guarda-roupas, por exemplo. Mas, na verdade, a zona de conforto tem um significado muito mais denso do que esse.

As pessoas caem na zona de conforto quando não há desafios em suas vidas. É quando tudo parece tão cômodo que não há uma busca por resultados maiores que os já apresentados.

Qualquer pessoa está sujeita a parar na zona de conforto. Não são só as pessoas com uma rotina bem definida, que fazem as mesmas coisas todos os dias. Até mesmo as pessoas que vivem em cenários caóticos podem se acomodar com a situação que têm vivido.

Vamos ilustrar com um exemplo. Imagine uma mulher empresária, que teve um filho há pouco tempo, que participa de diferentes projetos na empresa e vai à academia todos os dias. Ela tem uma rotina bem atribulada, certo?

Mas isso não quer dizer que essa mulher não tenha caído na zona de conforto. Se ela se “encaixou” nessa rotina caótica e lida com ela de forma previsível, é sinal de que ela está acomodada com essa situação e não fará nada para mudá-la. 

Como sair da zona de conforto? Fazendo algo diferente para obter resultados distintos.

E mudar esse cenário implica em aprender a lidar com as próprias emoções; saber se organizar e separar as diferentes áreas da vida para se dedicar verdadeiramente a cada uma delas. 

Quando se sai da zona de conforto, grandes resultados aparecem em sua vida. Só que nem todo mundo consegue reconhecer que está dentro desse lugar. 

Como saber se caí na zona de conforto?

Se esse texto te fez refletir sobre o que é a zona de conforto, é bem provável que você queira saber se caiu neste precipício. Continue prestando atenção no que vamos explicar. 

Existem várias situações em que a zona de conforto se faz presente. Daremos diferentes exemplos para ver se você se identifica com pelo menos um deles.

Zona de conforto no relacionamento

Se você namora ou é casado, já parou para pensar como vai o seu relacionamento, de fato? Não é só estar “bem”. Você precisa identificar quais são os motivos que te fazem permanecer nessa relação.

Muitos casais estão juntos por acomodação. Apenas dividem o mesmo teto, ou só buscam manter o “status” de relacionamento. Quando esse casal não se interessa mais pela vida um do outro, ou não aprecia os momentos a dois, é sinal de que alguma coisa está errada.

Mas muitas pessoas têm medo de ficar só, ou acreditam que há uma burocracia muito grande em se separar. Por isso, mantém uma relação de aparências. E isso é uma forma de cair na zona de conforto.

Zona de conforto no trabalho

O trabalho de um indivíduo precisa ser movido por metas. Quando se cumpre um objetivo, é saudável que se tenha logo outro em seguida, para também ser alcançado. 

Mas, quando uma pessoa tem uma rotina totalmente previsível dentro da empresa, sem se preocupar em bater metas, é sinal de que essa pessoa está presa na zona de conforto.

Tudo naquela empresa está muito cômodo, e não está contribuindo para o seu crescimento profissional. Um funcionário acomodado não se desenvolve, e não apresenta uma qualidade melhor no seu trabalho. 

Zona de conforto nas atividades diárias

Ir à academia, fazer curso de inglês, praticar um instrumento musical… tudo isso são hobbies, ou atividades que aprimoram o nosso intelecto e as nossas habilidades. E, se você faz todos ao mesmo tempo, deve achar que está muito atarefado.

Mas, quando não se tem paixão pelo que se faz, ou quando não há uma meta específica que deve ser alcançada naquela atividade, até mesmo o que deveria ser prazeroso cai na zona de conforto. E não importa quantas atividades você faça: se elas não têm propósito, elas estão estagnadas.

Ou seja

A falta de propósito em diferentes áreas da vida configura que uma pessoa caiu neste lugar cômodo. Mas como sair da zona de conforto? Há uma solução. Acompanhe.

Como sair da zona de conforto

A esta altura, você já deve ter notado que a zona de conforto pode ser prejudicial para o seu desenvolvimento pessoal. Inclusive, você deve ter se identificado com alguns dos exemplos mostrados acima. 

É justamente por isso que você precisa sair dela. Quando se enxerga propósito no que se faz, você vai observar um grande salto na sua vida, que vai beneficiá-la em vários sentidos. 

Por isso, é fundamental saber como sair da zona de conforto. No momento em que não se abre espaço para ela, você deixa de impor limites entre você e seus sonhos, desenvolvendo coragem e motivação necessárias para correr atrás do que você realmente quer. 

Mas como sair da zona de conforto? Nós diremos: por meio da inteligência emocional.

Quando se há uma mudança de pensamento, também há a mudança de sentimentos e de comportamentos. Quando se pensa que tudo na vida deve ter um propósito, correr atrás dos seus sonhos se torna mais fácil.

Essa é a premissa da inteligência emocional. Essa mudança de pensamento possibilita que haja o controle das próprias emoções e pensamentos. E uma pessoa com inteligência emocional bem trabalhada consegue entender o que há de errado com a própria vida.

Quem não adquire inteligência emocional, não consegue enfrentar e vencer adversidades. E prefere ficar parado e estagnado na zona de conforto, sem atingir resultados concretos para a vida. 

Por outro lado, quem encara o desafio de correr atrás dos seus objetivos, conseguindo vencer os obstáculos que aparecem pelo caminho, tem a sua inteligência emocional bem treinada. E isso impacta diretamente nos seus pensamentos, sentimentos e atitudes. 

Considerações finais

A zona de conforto é uma grande vilã dos nossos sonhos e objetivos, porque ela não permite que as pessoas encarem os desafios que aparecem em suas vidas. 

Quando tudo parece cômodo, é porque não há a busca por resultados maiores, que podem te levar a conquistas extraordinárias. Um emprego novo, um relacionamento saudável, uma viagem transformadora… tudo isso é possível de atingir, se você correr atrás. 

Como sair da zona de conforto? É possível fazer esse movimento quando se busca o que deseja, sabendo controlar as próprias emoções. É por meio da inteligência emocional, que impacta os nossos pensamentos, sentimentos e comportamentos, que mudamos a vida para melhor. 

Se você ainda tiver dúvidas sobre como sair da zona de conforto, entre em contato conosco agora mesmo. Nós, da EBPNL, somos uma escola de profissionais multidisciplinares, prontos para te ajudar a conquistar a vida que sempre sonhou e de forma definitiva.

Autor: Michael Ribeiro
Publicado há 5 meses

mail_outline
A gente notifica você sempre que tivermos novidades. Deixe seu nome e e-mail.

As pessoas também estão lendo...